"A essência do conhecimento consiste em aplicá-lo, uma vez possuído."
Confúcio

Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota

image Foi inaugurado no dia 11 de Outubro de 2008, o Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota (CIBA), no Campo de S. Jorge em Porto de Mós, local onde há 623 anos se desenrolou uma das mais decisivas batalhas da História de Portugal, em que, com o triunfo das tropas lideradas por D. Nuno Álvares Pereira, se confirmou a nacionalidade portuguesa.

O CIBA é um projecto da Fundação Batalha de Aljubarrota para salvaguardar e valorizar o património referente ao Campo Militar de S. Jorge. O processo de recuperação e valorização iniciou-se em 2002 e transformou o antigo Museu Militar num centro inovador que, fazendo uso das novas tecnologias, é simultaneamente um local de entretenimento e de educação sobre tão importante acontecimento da nossa História.

A cerimónia foi presidida por S. Ex.ª o Presidente da República, e contou com a presença dos Ministros da Defesa, da Cultura, dos Assuntos Parlamentares, do Secretário de Estado do Turismo e do General Chefe do Estado-Maior do Exército. Do programa constou:

  • Honras Militares Regulamentares a S. Ex.ª o Presidente da República, pelo 2º Batalhão de Infantaria Pára-quedista do Regimento de Infantaria nº10, com Salvas de Artilharia;
  • Passeio até à Capela de S. Jorge, com paragem no primeiro cronotelescópio (permite visualizar as cenas da batalha projectadas na paisagem actual);
  • Cerimónia Oficial:
    • Curto filme sobre a evolução do Campo de S. Jorge nos últimos oito anos;
    • Intervenção do Presidente da Fundação Batalha de Aljubarrota, Dr. Patrício Gouveia;
    • Intervenção do Presidente da Câmara Municipal Porto de Mós, João Salgueiro;
    • Intervenção de S. Ex.ª o Presidente da República, Prof. Doutor Aníbal Cavaco Silva;
  • Descerramento da lápide no interior do centro, com a bênção do Bispo de Leiria, D. António Augusto dos Santos Marto;
  • Visita ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota e visualização de filme sobre a batalha.

No seu discurso, S. Ex.ª o Presidente da República considerou o Campo de S. Jorge como "um dos lugares de memória mais emblemáticos da História de Portugal". Classificou ainda, como "um imperativo de cidadania" e "um dever de portugalidade" o conhecimento da Batalha de Aljubarrota, frisando que com a abertura do Centro de Interpretação "será possível conhecer melhor como se desenrolou a batalha".

Extracto do folheto informativo do CIBA:

“A sua área informativa focaliza-se no aprofundamento da Batalha de Aljubarrota, dando expressão ao contexto da história e do conhecimento dos portugueses, uma visão que resulta da confluência de múltiplas fontes iconográficas e documentais e instrumentos de pesquisa. A materialização do conceito de entretenimento e educação concretiza-se em quatro espaços, onde se utilizam suportes expositivos distintos: no primeiro núcleo expositivo, documentam-se as campanhas arqueológicas do sistema defensivo de inspiração anglo-saxónica inédito em Portugal e na Europa e também se sistematizam cronologicamente circunstâncias e acontecimentos da época. No segundo núcleo, assiste-se ao grande espectáculo com recurso a tecnologias multimédia recentes, baseadas na investigação realizada pela fundação. Nesta sala assiste-se a uma projecção panorâmica, contextualizando a Batalha de Aljubarrota e os movimentos dos dois exércitos. O terceiro núcleo é dedicado a várias leituras e olhares sobre Aljubarrota através dos tempos e diferentes tratamentos a nível científico e literário, salientando-se a exposição e o estudo de ossos de combatentes de Aljubarrota, encontrados no campo da batalha. O quarto núcleo é apresentado no espaço exterior do Centro, assinalando locais de grande importância no decorrer da batalha. Existe ainda no Centro de Interpretação uma área de Serviços Educativos, onde se prestam informações e aulas a adultos, grupos escolares e grupos de terceira idade.”

image

Imprima esta mensagem

Sem comentários: