"A essência do conhecimento consiste em aplicá-lo, uma vez possuído."
Confúcio

Intemporalidade dos Princípios da Guerra

Na Idade Média, os banhos eram tomados numa única tina, enorme, cheia de água quente. O chefe de família tinha o privilégio do primeiro banho na água limpa. Depois, sem trocar a água, vinham os outros homens da casa, por ordem de idade, as mulheres, também por idade e, por fim, as crianças. Os bebés eram os últimos a tomar banho. Quando chegava a vez deles, a água da tina já estava tão suja que era possível “perder” um bebé lá dentro. É por isso que existe a expressão em inglês “don`t throw the baby out with the bath water”, ou seja, “não deite o bebé fora com a água do banho”, normalmente usada para aqueles que gostam de fazer as coisas à pressa.

Esta expressão serve de base para o artigo do Coronel John Mark Mattox "The Baby and the Bathwater: Changing Times or Changing Principles" na edição inglesa da Military Review (SET/OUT). O autor coloca a questão “Alteraram-se os Princípios da Guerra ou apenas assistimos a alterações nas técnicas?” De acordo com o autor, o actual ambiente operacional permite a testagem de tácticas, técnicas e procedimentos para levar a cabo com sucesso o cumprimento das missões à luz da aplicação actual dos princípios da guerra, tal e qual como fizeram os conflitos passados. Mattox reconhece a necessidade da transformação militar, mas não à custa de se “deitar fora” os princípios só porque algumas técnicas estão ultrapassadas.

Imprima esta mensagem

Sem comentários: